Obras da Hemobrás já abrem vagas

Do Jornal do Commércio

Consórcio responsável pela construção dos dois primeiros blocos da fábrica inicia limpeza do terreno e seleção de cerca de 40 trabalhadores para obra

Apesar das fortes chuvas que atingem o Estado nos últimos dias, o consórcio formado para dar andamento aos estágios iniciais da construção da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) garante que hoje começam os primeiros movimentos no canteiro de obras, em Goiana, Mata Norte, sede do polo farmacoquímico. O grupo, formado pela Tep-Squadro-Mendes Júnior, vai contratar cerca de 40 trabalhadores da área de construção civil, com recrutamento sendo feito no próprio canteiro de obras. No total, devem ser gerados 100 postos com a construção que tem duração de um ano.

Segundo o engenheiro do consórcio, Davison Rabecchi, o desafio nesta etapa é conseguir chegar com o maquinário no canteiro de obras, algo que também terá início hoje. “O acesso ainda está complicado e não temos certeza se a estrada vai aguentar o peso das carretas com o maquinário. De qualquer forma, estaremos com médico do trabalho e pessoas no local para fazer o recrutamento dos primeiros trabalhadores a partir de amanhã (hoje). A ideia é fazer a limpeza inicial do terreno, hoje com muito mato, e começar a preparar para iniciar efetivamente a obra”, comentou Rabecchi. Para melhorar o acesso, foram colocadas britas no caminho, algo que pode não suportar o fluxo pesado, principalmente com tanta chuva.

A obra da fábrica da Hemobrás já enfrentou consideráveis atrasos. Criada em 2005, a construção só teve início no ano passado e pouco depois foi interrompida. Esta etapa de agora é, na verdade, a retomada da construção paralisada no ano passado, depois que o Tribunal de Contas da União (TCU) detectou problemas no processo licitatório. Entre eles, o preço de referência de determinados serviços.

Depois dos problemas, o comando da Hemobrás chegou a cogitar fazer a licitação de toda a fábrica de uma vez só, ao contrário de separar por blocos. Como alguns processos já haviam sido feitos no primeiro bloco, como fundação, por exemplo, optou-se por separar a concorrência da edificação em duas etapas. A de agora, onde serão feitos os blocos 01 e o 17 sobre uma estrutura parcial, e uma licitação posterior. A próxima etapa da licitação, prevista para o segundo semestre, tem custo estimado em R$ 500 milhões e deverá atrair gigantes do setor.

O custo da etapa atual é de R$ 27,4 milhões e abriga uma das partes mais importantes da fábrica que é a câmara fria, local responsável por armazenar o plasma a 35 graus negativos para a produção dos medicamentos.

A Hemobrás foi criada para tornar o Brasil autossuficiente em derivados do sangue para tratar pessoas com imunodeficiência genética, câncer ou hemofilia, por exemplo. Entre os itens produzidos estão cola de fibrina, albumina e complexo protrombínico.

Anúncios

Sobre ibrpe

De bem com a vida.
Esse post foi publicado em Oportunidades - empregos, cursos e concursos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s