Execução pública de cristãos é mais comum do que se pensa

Do Portas Abertas

COREIA DO NORTE – Um relatório divulgado nesta sexta-feira por ativistas sul-coreanos de direitos humanos denuncia o suposto aumento no número de execuções de cristãos na Coreia da Norte, algumas até públicas.

No documento, elaborado pela ONG Comissão Investigativa de Crimes contra a Humanidade, os ativistas afirmam que uma mulher foi executada publicamente no mês passado, em um vilarejo no norte, próximo à fronteira com a China.

Ela teria sido acusada de distribuir bíblias e de espionar para a Coreia do Sul e para os Estados Unidos, além de supostamente articular o movimento dissidente.

Os pais, o marido e os filhos da moça foram todos enviados para um campo de trabalho forçado.

É difícil confirmar estes relatos já que o país é muito fechado, mas é a Coreia do Norte é conhecida por sua intolerância à religião. No país comunista, qualquer religião é vista como grave ameaça ao Estado.

Para o governo norte-coreano, qualquer forma alternativa de organização social é considerada como adversário da ideologia dominante, ela mesmo quase religiosa.

Bíblia e tortura

Só o fundador do país, Kim Il-sung, e seu filho, Kim Jong-il, podem ser celebrados em cerimônias públicas.

O governo dos Estados Unidos afirma que a posse de uma bíblia na Coreia do Norte pode levar a tortura e desaparecimento.

Apesar das perseguições, acredita-se que até 30 mil norte-coreanos pratiquem o Cristianismo secretamente em suas casas.

O governo norte-coreano parece ter endurecido as suas posições, desde a repressão à política de defesa e relações internacionais.

Analistas dizem que essa pode ser uma forma de o governo se sustentar durante o processo de sucessão na Coreia do Norte, já que se acredita que Kim Kong-il esteja muito doente e preparando o filho mais novo, Kim Jong-un, para ser o novo líder norte-coreano.

Separe um tempo em seu dia hoje e interceda por nossos irmãos na Coreia do Norte. É muito difícil ter informações sobre como os cristãos sobrevivem no país, por isso é necessário que oremos constantemente em favor deles. Aproveite a oportunidade para mobilizar a sua Igreja para orar nesse propósito.

Anúncios

Sobre ibrpe

De bem com a vida.
Esse post foi publicado em Missões, Notícias. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Execução pública de cristãos é mais comum do que se pensa

  1. Willian disse:

    Lamentável que esteja assim. Mas parece que “rumores” de guerras estão previstas nas profecias. Oremos pelos “supostos” irmãos em Cristo que porventura estejam sofrendo persiguições naquele país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s