´Parada Gay´ de São Paulo reúne menor público e é marcada por confusões, brigas e tumultos, de acordo com o ´Yahoo Notícias

O prefeito Cassab, de São Paulo, que chegou até a se converter em uma igreja evangélica neopentecostal no período de eleição, prestigia e 13ª edição da Parada do Orgulho Gay.

O prefeito Cassab, de São Paulo, que chegou até a "se converter" em uma igreja evangélica neopentecostal no período de eleição, prestigia e 13ª edição da Parada do Orgulho Gay.

Do blog Pr. Artur

Mesmo com um número menor de participantes, a 13ª edição da Parada do Orgulho Gay, na Avenida Paulista, foi marcada neste domingo por brigas, confusões, empurra-empurra, desmaios e dezenas de furtos. Por causa disso, a Polícia Militar deve sugerir aos organizadores mudanças para o próximo ano. Segundo o coronel Marcos Chaves, comandante do policiamento na região central, “o grande número de pessoas nos dá a impressão de que a Paulista está pequena para esse evento”, disse. Apesar disso, negou que vá sugerir uma transferência. “Isso não cabe a mim, mas à comissão organizadora.”

Para tentar melhorar a segurança para as próximas edições, o coronel vai elaborar amanhã um relatório, solicitando a diminuição da área reservada embaixo do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Outra recomendação será prolongar as áreas restritas ao estacionamento de veículos para dois quarteirões além da avenida. Este ano, a proibição atingia um quarteirão antes do evento. A principal confusão ocorreu às 14h30, na frente do Masp, quando o erro de um motorista de ambulância, que pegou a mão errada, causou tumulto. Para dar passagem à ambulância, as pessoas se deslocaram na direção do museu, se espremendo ao lado das barreiras metálicas que isolavam a área.

Até as 16 horas foram registradas 60 ocorrências médicas, a maior parte envolvendo jovens de 16 ou 17 anos, por consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Segundo a Guarda Civil Metropolitana, que montou operação especial com 350 homens para coibir a venda, o total de garrafas apreendidas lotou quatro caçambas. Segundo os organizadores, mesmo sem um balanço fechado, também foi possível verificar aumento no número de brigas durante a Parada. A maior briga ocorreu também nas proximidades do Masp e envolveu cinco pessoas. Ao menos três foram esfaqueadas e encaminhadas para a Santa Casa. No 4º DP, a maioria dos boletins de ocorrência registrados era de furtos de carteiras, celulares e câmeras digitais. Em todos os casos, o furto acontecia após empurra-empurra.

Furtos, furtos e mais furtos
Alguns participantes da 13ª Parada do Orgulho LGBT, realizada neste domingo (14) em São Paulo, estavam por volta das 17h30 no 4º Distrito Policial, na Consolação, para registrar o furto de carteiras e celulares. Muitas pessoas disseram ter percebido a falta dos objetos após empurra-empurra durante o evento. A polícia afirmou que só terá levantamento de casos registrados na delegacia por volta das 20h.

O microempresário Luiz Henrique da Silva, de 50 anos, veio de Ribeiro Preto, a 313 km de São Paulo, especialmente para participar da Parada Gay. Ele contou que, após um pequeno tumulto por volta das 16h na Rua da Consolação, ele notou que sua carteira havia sido levada. Além de R$ 300, foram furtados dois cartões de crédito. “Quando eu percebi, já tinha ido”, relatou.

Também turista, um servidor público de 49 anos que pediu para não ter o nome revelado teve a carteira e o dinheiro levados, apesar de estarem guardados em bolsos diferentes. “Foi questão de segundos. Eu estava com a carteira em um bolso e o dinheiro em outro”, contou. Ele veio de Brasília para prestigiar a parada e voltará nesta segunda-feira (15) para casa. “Perdeu todo o clima”, afirmou.

NOTA Pr. Artur: A ´Marcha para Jesus´, que foi obrigada a se retirar da Av. Paulista por esta já estar com uma ´agenda cheia´ de eventos anuais, não registra nem um quinto do número de roubos, tráfico, distúrbios e atentados ao pudor de um evento como este. Mesmo assim, é um evento prestigiado pelas autoridades e todos os prejuízos sociais e materiais são meticulosamente minimizados e negligenciados. Fazer o quê? Isto é Brasil…

Anúncios

Sobre ibrpe

De bem com a vida.
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s